Saiba como foi a assembleia da sua cooperativa

No dia 27 de abril, foram realizadas as AGE e AGO de 2019 do Sicoob Cecremef. Estas foram as primeiras assembleias a acontecer na Agência São Clemente, com um total de associados presentes dentro da média das assembleias dos últimos anos (exceto aquelas em que houve eleição de administradores, quando a campanha eleitoral atrai mais gente).

A Assembleia Geral Extraordinária aprovou as Políticas Institucional de Controles Internos e Conformidade, e de Governança Corporativa.

Contas aprovadas: parte das Sobras vão para Projetos Sociais

Na Assembleia Geral Ordinária, foram aprovados o Balanço e as Demonstrações Financeiras da Cooperativa – com pareceres favoráveis da auditoria externa independente e do Conselho Fiscal.

A Sobra à disposição da AGO foi de R$ 1.018.608,20, e a plenária, em uma decisão histórica, renunciou a R$ 600 mil em favor do FATES – Fundo de Assistência Técnica e Social, fundamental para a continuidade dos Projetos Sociais da Cooperativa. Estes projetos são um dos maiores diferenciais do Sicoob Cecremef, que atua junto ao Quadro Social há mais de 35 anos, e que agora terá ainda maior interação com a Sociedade.

Das Sobras Líquidas, foram destinados R$ 418 mil a serem rateados entre os associados, na proporção de suas operações e creditados em conta corrente.

Desafios em 2018

Um dos temas abordados pelo Presidente do Conselho de Administração, Francisco Bezerra, foi a extinção do convênio do empréstimo consignado na Fundação Real Grandeza. Ele relatou que alguns cooperados – na maioria aposentados – interromperam o pagamento dos empréstimos que contraíram com a Cooperativa.

“Não medimos esforços na recuperação desses créditos e, dentro dos limites legais, tomamos algumas providências, como cobranças extrajudiciais, inclusão de CPF em órgãos de proteção ao crédito, protestos dos contratos, cobrança judicial. Em alguns casos, fomos obrigados a eliminar alguns associados do Quadro Social e acionar as garantias”, contou ele.

Todos os créditos que não são liquidados pelos associados são provisionados pela Cooperativa como Crédito de Liquidação Duvidosa (Resolução 2.682 do Banco Central). De 2017 para 2018, essa provisão aumentou de R$ 1,9 milhões para 3,3 milhões, e esse valor é subtraído do resultado.

Outro item importante deliberado pela AGO foi quanto ao desembolso mensal de cada associado. Permaneceu inalterado o valor de R$ 38,00, porém a plenária aprovou sua recomposição, destinando R$ 28,00 para o Capital Social e R$ 10,00 para uma Taxa de Administração, que fará frente ao custo administrativo da cobrança de operações em atraso. Conforme prevê o Estatuto, este item é revisado anualmente pela AGO.

Novo Conselho Fiscal até 2022

Foi eleito um novo Conselho Fiscal, composto por Ana Paula dos Santos Pereira, Flávio de Oliveira Pinheiro, José Olavo Guedes Pinto, Paulo Cézar da Silva, Paulo Sérgio Montenegro da Silva e Rosangela Maria Blanco da Silva, que cumprirão um mandato de três anos, após homologação pelo Banco Central.​

Os associados que participaram das Assembleias tiveram a oportunidade de conhecer as instalações da nova agência-conceito São Clemente, 41, inaugurada no início do ano.

top